Página inicial

Notícias

TJSC e TRF-4 promovem primeira reunião técnica para discutir sistema E-Proc

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina promoveu nesta tarde (4/5) a primeira reunião técnica com equipe do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), com vistas na futura implantação do E-Proc no Judiciário de Santa Catarina. No encontro, realizado na sala de sessões Ministro Teori Zavascki, houve a apresentação dos aspectos técnicos e práticos do funcionamento do sistema para magistrados e servidores do TJ. O juiz federal Sérgio Renato Tejada Garcia, coordenador e um dos criadores do sistema E-Proc, e a juíza federal Cláudia Maria Dadico, diretora do Fórum da Justiça Federal em Santa Catarina, participaram dos trabalhos.
 
O sistema de processo eletrônico do TRF-4 foi apresentado por Daniel Batista Pereora, diretor do Núcleo de Apoio Judiciário da Seção Judiciária de Santa Catarina da Justiça Federal, e pelos chefes de secretaria Jorge Del Gaudio e Rodrigo Medeiros, das 7ª e da 6ª Varas Federais, respectivamente. Além do funcionamento do sistema, eles explanaram sobre a filosofia, premissas, processo de trabalho padrão e principais funcionalidades, bem como o trâmite de um processo e a visão dos atores envolvidos. A mesa de autoridades esteve composta pelo desembargador Moacyr de Moraes Lima Filho, 1º vice-presidente; desembargador Henry Petry Junior, corregedor-geral de Justiça; juízes federais Sérgio Tejada e Maria Dadico; e juiz Laudenir Petroncini, auxiliar do Gabinete da Presidência.
 
O juiz auxiliar lembrou que, no próximo dia 16 de maio, o presidente do TJ, desembargador Rodrigo Collaço, e o presidente do TRF-4, desembargador federal Thompson Flores, assinarão um acordo de cooperação técnica para a implantação do sistema E-Proc em uma unidade piloto do 1º grau na Grande Florianópolis. Sérgio Tejada ressaltou a importância da utilização do sistema criado pela Justiça Federal no âmbito da Justiça Estadual, pois assim se tem mais um parceiro a contribuir para seu aperfeiçoamento. Disse que já durante seu desenvolvimento, no Rio Grande do Sul, houve a colaboração de pessoal da área de tecnologia, magistrados, servidores e advogados. Segundo o juiz, todos os colaboradores sempre foram proativos em repassar as dificuldades e informar eventuais problemas para que juntos pudessem aperfeiçoar o sistema. "Desta forma, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina entra como mais um colaborador na execução desse trabalho, que é contínuo", afirmou.
 
A juíza Cláudia Maria Dadico enfatizou que a entrada no sistema E-Proc é um anseio da comunidade jurídica catarinense, que, em um mundo tecnológico, não se satisfaz mais com processos físicos. O 1º vice-presidente do TJSC finalizou a fala das autoridades na certeza de que esta será uma trajetória exitosa, que apenas dará orgulho a toda a comunidade jurídica. Após a abertura do evento, teve início a explanação dos juízes federais ao público presente. O evento foi transmitido via intranet e todos puderam participar com o envio de perguntas através do canal de WhatsApp disponibilizado para o público interno.

 

Outras notícias