Arquivo de junho de 2011

jun
30

Venda de sentenças

A Polícia Federal está investigando um esquema  que “vendia” sentenças em Minas Gerais, prefencialmente liminares em habeas corpus, sempre protocolados no plantão, ao preço de R$ 180 mil reais. Segundo se apurou, estão presos um desembargador, um advogado, e um parente do Senador Aécio Neves. Passamos do fim da linha a serem verdadeiras as acusações. 

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...

jun
30

Tortura I

Sempre defendemos a análise e julgamento dos desatinos, torturas e ofensas aos direitos humanos advindos com o golpe militar de 64, anotando, todavia, as barreiras jurídicas contidas na lei de anistia, que esperamos, sejam derrubadas para cumprirmos com o dever elementar de investigar, processar e punir os transgressores, de ambos os lados.  

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...

jun
30

Tortura

Navi Pillay, ex-juíza sul africana, em nome da ONU, onde exerce funções significativas na área dos Direitos Humanos, pediu que o Brasil apure imediatamente as torturas praticadas pela ditadura de 64, pois o povo tem direito à verdadeos, e abandone sua postura com relação à lei de anistia. 

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...

jun
30

Anistia

Evidente que a anistia criminal concedida pelo Congresso Nacional a mais de 400 bombeiros, incluindo-se os 429 do Rio de Janeiro, açodada, só tem conotação política, ausente qualquer apoio legal ou processual. Vai servir de argumento defensivo para réus em ações penais decorrentes de fatos similares, até mesmo pelo princípio constitucional da isonomia

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...

jun
30

Previsão

Para a Caon & Advogados Associados não será supresa alguma se a justiça anular o processo  Bruno, reconhecendo sua nulidade, por exemplo, porque usada prova ilícita, coação ou constrangimento. Já criticamos aqui o delegado, sem condições mínimas de presidir o sumário a partir do instante em que, numa fantástica antevisão da culpa, condenou o atleta e os demais indiciados. Depois, virou uma piada.  

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...