Arquivo de novembro de 2010

nov
30

Clima

Estados Unidos e China são os maiores poluidores do planeta e sempre tiveram homéricas divergências, principalmente sobre direitos humanos, liberdades democráticas, internet, venda de armas, etc. Agora, em Cancún, na Conferência climática, estão dispostos a brigaram menos e a trabalharem mais em prol da melhoria do clima e  do respeito à natureza. Todos agradecem. 

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...

nov
30

Renúncia

O Deputado Federal Jader Barbalho, Pará, renunciou o mandato. Embora eleito senador em outubro último, não vai poder assumir, porquanto condenado em processo judicial, acabou atingido pela Lei da Ficha Limpa. Espera-se que muitos outros sigam caminho idêntico.

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...

nov
30

Novidades

De conformidade com documentos americanos revelados pela Wikileaks, embora com alta popularidade, Lula não conseguiu melhorar os índices de criminalidade e segurança pública. Muito menos  diminuir a enorme corrupção. Queremos novidades.

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...

nov
30

Prejuízo

Segundo o Comando das Polícias que atuam no combate ao tráfico de drogas no Complexo do Alemão, Rio de Janeiro, a apreensão de 42 toneladas de maconha, 300 kg de cocaína, automóveis, motos e armas, causaram um “prejuízo” de 50 milhões de reais nos ”negócios” dos criminosos.  

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...

nov
29

Quebra de sigilo

Não há como aplaudir a decisão do STF que, por maioria apertada, autorizou a Receita Federal a quebrar o sigilo bancário de contribuinte, “desde que não sejam divulgadas as informações obtidas”, argumento este periférico. O STF, parece, esqueceu casos recentes, graves, e que aqui podem ser invocados: em São Paulo uma funcionária da Receita Federal vendia dados sigilosos de contribuintes, segundo a acusação, e em Minas Gerais, outro ilustre servidor da mesma entidade “acessou por engano, 9 vezes,” o cadastro privado de alguém que nem nas alterosas residia, conhecido político em nível nacional e adversário do partido do “enganado”.  Defendemos, sempre, a autorização judicial para quaisquer procedimentos, notadamente pra fins investigatórios.

A postagem não pôde ser enviada para seu amigo. Tente novamente.

A postagem foi enviada com sucesso para seu amigo.

Envie para um amigo


Enviando...